Tendência: IA na garantia da qualidade do software nas administrações públicas - BABEL Sistemas de Información
Passar ao conteúdo

Artigo

24 maio 2022

Tendência: IA na garantia da qualidade do software nas administrações públicas

Podes ouvir este post em áudio, clica play!
Quando falamos de soluções avançadas de gestão da qualidade do software, a primeira coisa que nos vem à mente é a necessidade de controlo. A criticidade dos sistemas de informação das administrações públicas torna este controlo necessário. Todos estamos conscientes da criticidade dos sistemas da Administração Geral do Estado, e dos organismos que podem ser afectados, a AEAT, a Segurança Social, a SEPE, o INEM, etc. Mas, em suma, nenhuma administração pode permitir-se a uma falha no sistema, porque o impacto sobre o cidadão pode ser fatal.
 
Em geral, a inteligência artificial (IA) conduz à otimização da gestão da qualidade nas operações e processos, reduz os custos e minimiza os erros. Este tipo de solução permite centralizar todos os elementos de risco, facilitando assim a análise automática e antecipando a ocorrência de incidentes. Fundamentalmente, a IA apoia-se em algoritmos dinâmicos que aprendem com experiências anteriores baseadas em dados, como a gestão automatizada de auditorias e incidentes passados e o contexto em que estes ocorreram.
 
As ferramentas que integram a gestão da qualidade com a AI melhoram a segurança e melhoram os níveis de conformidade, fornecendo informações sobre aspetos-chave, tais como o número total de não conformidades que ocorreram num determinado período, o número de incidentes que ocorreram na execução de um processo, o tempo necessário para completar ações preventivas para minimizar o risco ou o tempo necessário para definir e implementar ações corretivas que precisam de ser implementadas.

A análise automatizada e preditiva destes aspetos, e da correlação com a casuística em que ocorreram, permite racionalizar os controlos de qualidade do software antes da produção, minimizando os tempos de análise do sistema e fornecendo feedback aos algoritmos de IA que aprendem com situações passadas, de modo a fornecer previsões futuras fiáveis.

Outro aspeto é a formação de técnicos de qualidade, que com uma preparação adequada e o apoio da Babel, como especialistas na aplicação da IA em diferentes cenários, torna possível a aquisição de competências para além da organização do tipo:
  • Criar registos de incidentes e do seu contexto, e ligá-los uns aos outros e a requisitos definidos para alcançar níveis de qualidade adequados.
  • Integrar toda esta informação com o controlo de documentos.
  • Automatizar os testes.
  • Apoiar a gestão da mudança.
Uma equipa de controlo de qualidade técnica adequada, acompanhada por equipamento especializado como o da Babel, permite avançar para um modelo de qualidade mais completo, eficiente e sustentável. A Babel e a sua equipa de consultores especializados em processos e soluções para as administrações públicas, combinada com conhecimentos e experiência em AI é o parceiro ideal para a conceptualização e conceção de metodologias aplicadas para melhorar a gestão da qualidade do software.
Claudio Nuzzi
Claudio Nuzzi

Senior Manager en Babel

logo linkedin compartir en Linkedin Contacto